sexta-feira, 29 de novembro de 2013

LULA, NO CHILE, EL HOMBRE DE LAS BROMAS…EL EMBROMADOR!

O ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva é, sabemos, uma figura de inexcedível carisma. Poucos homens públicos dele se aproximam em termos de charme e de maleabilidade, qualidades valorizadas no mundo complexo e midiático de nossos dias. Lula encontrará pontos de convergência e assuntos para conversar com quem quer que esteja por perto, de George W. Bush ao Papa Francisco.
Esse seu jeito multifacetado produz, contudo, convulsões entre os que tentam encaixá-lo em compartimentos estanques, em termos filosóficos ou ideológicos. A gente mais à esquerda do espectro político, esta então, se irrita, sem saber o que fazer. No caso do Partido dos Trabalhadores, a questão assume características ainda mais dramáticas. O que seria o PT, em termos eleitorais, sem a presença Lula? Pouca coisa, principalmente agora que os outros carismáticos do partido (José Dirceu, Genoíno) são cartas fora do baralho.
Li, outro dia, interessante entrevista do filósofo paranaense Ivo Tonet, para quem Lula jamais foi um verdadeiro socialista. E, mais, teria ajudado a transformar o PT num partido burguês: “todas as ações práticas e concepções teóricas(sic) que hoje norteiam o PT são tipicamente burguesas. Chamar o Partido dos Trabalhadores de esquerda é não ter idéia do que é esse conceito”.
Ainda Tonet:: “Reformas pontuais qualquer partido pode fazer, uns mais, outros menos. Mas o PT é a expressão de grandes grupos econômicos que se digladiam com outros grupos econômicos, que estão no PSDB, no DEM, entre outros. É uma briga de cachorro grande dentro do capital. E Lula é do tipo “nem contra nem a favor, pelo contrário”. Lula é uma figura extremamente sagaz. Eu o comparo ao Prín­ci­pe de Maquiavel. Veja o Príncipe e verá Lula. Ele nunca diz “não” para alguém. Com isso, ele conseguiu costurar com Deus e com o diabo. Tudo servindo aos interesses do capital. Visto dessa forma, é claro que ele é um anticomunista. Mas claro que ele não vai dizer isso nunca. Mas, na prática, é.”
A entrevista de Tonet veio-me à memória ao ler, hoje cedo, no El País (Madri) que na visita que está fazendo a Santiago do Chile, Lula, depois de abraçar Camila Vallejo – a encantadora e decidida líder do movimento estudantil chileno, hoje deputada pelo Partido Comunista, declarou-a representante de um pensamento novo para a política latino-americana. Comunismo, pensamento novo? É de fazer a família Castro se esborrachar de tanto rir.
Mas talvez por ter percebido que havia se excedido, Lula deixou subentendido que o excesso era um afago que devia à Vallejo. Ela o havia convidado a visitar Santiago em 2011, no calor das manifestações estudantis, mas Lula não pode aceita-lo “para evitar problemas diplomáticos”, disse, em tom de brincadeira. El País registrou: “Los invitados, entre los que se contaba la propia geógrafa de 25 años, han celebrado la broma de Lula, que ha presumido de su labia y buen humor.
Os analistas chilenos tentaram interpretar a visita de Lula como uma iniciativa do Brasil para se aproximar do Chile. A atual administração do Chile, muito prudentemente, privilegiou os vínculos do país com a Aliança do Pacífico. Mas Bachelet, se vitoriosa no segundo turno das eleições de seu país, pretenderia reforçar as relações do Chile com o Brasil e a Argentina.
Foram palavras educadas, de bom vizinho. Governos chilenos, de esquerda, centro ou direita têm sempre claro os interesses de longo prazo do país e não são chegados a extravagâncias que possam comprometer o futuro.
Pedro Luiz Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.