domingo, 1 de dezembro de 2013

Maduro limita aluguel comercial, por Rodrigo Constantino

Em mais um polêmico avanço em sua “guerra econômica”, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, estabeleceu nesta sexta-feira um teto para aluguéis de imóveis comerciais e prometeu “prisão imediata” para comerciantes que remarcarem seus preços após as inspeções do governo.
As decisões foram anunciadas dez dias após a aprovação da Lei Habilitante –que permite a Maduro legislar por decretos presidenciais.
Desde então, o mandatário já determinou um lucro máximo de 30% para empresários no país e criou um órgão para fiscalizar e supervisionar o fluxo de dólares negociados no câmbio oficial.
Segundo Maduro, a partir da publicação do novo decreto, o valor de um aluguel de imóvel comercial, “em qualquer tipo de local” não poderá ultrapassar 250 bolívares por metro quadrado. Quem já cobra mais pelo imóvel deverá reduzir o preço.
O objetivo é que os custos de comerciantes sejam menores, para que o mesmo aconteça com os preços dos produtos.
Sinto muito, mas não há nada de polêmico nisso. Polêmico é algo que suscita bons debates, com argumentos razoáveis de cada lado. Uma boa polêmica é algo incerto, algum tema cabeludo, complexo, que rejeita respostas simplistas. Não é o caso aqui.
A medida é simplesmente estúpida. Controle de preços não é algo polêmico; é atestado de ignorância econômica. A teoria mais prosaica mostra o péssimo resultado inexorável, e temos vasta experiência comprovando ou ilustrando isso.
O controle de preços fomenta o mercado negro, ou então os proprietários não terão interesse em alugar seus imóveis. Podem, ainda, começar a agregar custos indiretos no aluguel, e sem dúvida não terão incentivos para mantê-los em boas condições.
Digamos que o aluguel em certa região, pelo preço de mercado, ou seja, aquele onde a oferta encontra a procura, seja de R$ 100 por metro quadrado. Agora digamos que o governo obrigue todos os proprietários a cobrar, no máximo, R$ 50. O que vai acontecer?
Só na cabeça oca de bolivarianos ou marxistas o resultado seria um preço menor, mais “justo”, e ponto final. É não entender nada de nada mesmo! Claro que o resultado será bem diferente deste. Ou o proprietário não vai mais alugar o imóvel, ou vai alugar por fora, ou certamente não irá mais investir em melhorias e manutenção. Até que o valor de R$ 50 efetivamente seja o novo de mercado. Elementar, meu caro Watson!
Mas vai explicar lei básica de economia para marxista! É mais fácil ensinar japonês em braile para uma criança analfabeta…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.