terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O PMDB deixando o governo? Mera bravata!

O PMDB tem cinco ministérios, caso assim se considere também a Secretaria da Aviação Civil: contam-se ainda os de Minas e Energia, Agricultura, Previdência e Turismo. Reivindica agora o da Integração Nacional. Dilma não quer ceder. No partido, informa a Folha, há quem defenda a antecipação da convenção de junho para abril para emitir uma advertência a Dilma: “Ou cede, ou a gente cai fora do governo”.
Pois é… Quem acredita nisso? Nem os eventuais autores da proposta, não é? Qual a chance de o PMDB deixar os milhares de cargos que tem no governo, considerados todos os escalões, as estatais, autarquias, fundações etc.? Deixem-me ver… Muito inferior a zero.
Se Dilma ceder, será em razão de algum outro acordo. Em outras circunstâncias, o máximo que o PMDB faria seria retaliar o governo em votações no Congresso. Acontece que não há nenhuma pauta importante no Parlamento — nunca há em ano eleitoral.
Se o PMDB vai ou não levar outro agrado, não sei. Em razão da eventual ameaça de deixar o governo é que não será porque a presidente Dilma sabe que se trata de bravata.
Por Reinaldo Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.