quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

JOAQUIM BARBOSA ATACA INDICAÇÕES DE DILMA AO SUPREMO

A absolvição dos mensaleiros da acusação por formação de quadrilha esquentou os bastidores do Supremo Tribunal Federal (STF). O presidente do Tribunal, Joaquim Barbosa, declarou que “esta é uma tarde triste para o STF. Com argumentos pífios foi reformada, jogada por terra, extirpada, do mundo jurídico, uma decisão plenária sólida, extremamente bem fundamentada, que foi aquela tomada por este plenário no segundo semestre de 2012”.
Barbosa, indiretamente, atacou as indicações de Dilma ao Supremo, dando a entender que a Corte foi aparelhada, “Sinto-me autorizado a alertar a nação brasileira de que este é apenas o primeiro passo. Esta maioria de circunstância tem todo tempo a seu favor para continuar nessa sua sanha reformadora. Essa maioria de circunstância formada sob medida para lançar por terra todo um trabalho primoroso, levado a cabo por esta corte no segundo semestre de 2012”, alfinetou o presidente.
O ministro Joaquim Barbosa usou o termo “maioria circunstancial” para referir-se à nomeação dos colegas Luís Roberto Barroso e Teori Zavascki, indicados por Dilma. Os novatos foram decisivos para absolver os mensaleiros. Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Dias Toffoli e Carmem Lúcia, fecham o time que votou pela absolvição. Luiz Fux, Gilmar Mendes, Joaquim Barbosa, Marco Aurélio e Celso Mello votaram pela condenação.
DP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.