segunda-feira, 3 de março de 2014

Representante dos funcionários da Petrobras no conselho da empresa diz pérola – e que pérola – sobre reajuste no preço da gasolina

Petrobras atrás das grandes rivais pelo mundo
Petrobras: ações desvalorizadas e mais dívidas
Foi de arrepiar os cabelos algumas pérolas que saíram da boca de José Maria Rangel, o representante dos funcionários da Petrobras no conselho de administração da empresa, numa reunião com investidores na segunda-feira passada.
Perguntado se era a favor de um reajuste no preço da gasolina, o que ajudaria o combalido caixa da empresa, Rangel mandou: “Sou representante dos funcionários e, para os funcionários, seria muito ruim um aumento, pois eles teriam que gastar mais para encher o tanque”.
Rangel parece não entender o dever fiduciário de zelar pelos interesses da empresa. Acha que está ali representando os funcionários como consumidores de gasolina.
A propósito, as ações da Petrobras estão derretendo, mas no coração do governo a ideia de controlar a inflação represando o preço do combustível mantém-se sem alteração.
A possibilidade de um reajuste está atrelada a um bom resultado da inflação em fevereiro e em março.
Por Lauro Jardim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.