terça-feira, 29 de abril de 2014

GOL fica com R$ 350 milhões “presos” na Venezuela

A GOL informou aos investidores ontem à noite que tem R$ 350 milhões em caixa na Venezuela, mas que não sabe quando ou em que condições vai conseguir retirar o dinheiro do País.
A companhia aérea também reconheceu uma perda de R$ 75,9 milhões referentes a este caixa, já que a moeda venezuelana foi desvalorizada desde o fim do ano passado.
No catálogo das maluquices que acontecem em países com taxas de câmbio irrealistas, a Venezuela tem uma página própria.
Uma das formas do venezuelano de comprar dólares no câmbio oficial (mais barato) era provar às autoridades que tinha viagem marcada ao exterior.
Assim, muitos venezuelanos compravam passagens aéreas internacionais (da GOL, por exemplo), não viajavam, compravam o dólar no câmbio oficial, e o revendiam no paralelo. A diferença entre os dois, que chegou a cerca de 10 vezes, mais do que compensava a passagem perdida.
Com o tempo, na medida em que perceberam que as passagens ajudavam os clientes a ganhar um extra no paralelo, as companhias aéreas foram aumentando os preços. Nada mais natural.  Alguém aí já viu companhia aérea dar mole pra cliente?
Por Geraldo Samor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.