quinta-feira, 24 de abril de 2014

Polícia Federal envolve diretamente ex-ministro Padilha, PT, no escândalo do doleiro Labogen

Políbio Braga
Subordinada ao ministro José Eduardo Cardozo, a Polícia Federal produziu relatório que aponta que o ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, hoje pré-candidato a governador de São Paulo pelo PT, indicou o principal executivo do laboratório Labogen, de propriedade do doleiro Alberto Youssef.

. O laboratório fechou contrato milionário com o ministério da Saúde. 

. O ministro é candidato ao governo de SP. A denúncia da Polícia Federal introduz um elemento escandaloso na sua campanha, que fica desestabilizada. Ele passou a ser investigado diretamente no esquema de corrupção. 

. O executivo Marcus Cezar Ferreira de Moura trabalhou com Padilha na coordenação de eventos no Ministério da Saúde.

. A PF cita também que o doleiro tinha relações com outros dois deputados petistas: Cândido Vaccarezza e Vicente Cândido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.