terça-feira, 27 de maio de 2014

Caio Blinder- Putin maneja a instabilidade na Ucrânia

Uma Ucrânia estável é um péssimo negócio para a Rússia. O país não pode ser plenamente funcional e precisa estar vulnerável às investidas russas. Interessa para Vladimir Putin manejar uma espécie de instabilidômetro, aumentando ou diminuindo as provocações.
Em um momento, existem os acenos mais realistas para a Ucrânia, de que o país tem agora um presidente eleito com mandato indiscutível e legítimo, o oligarca Petro Poroshenko. Não dá mais para bombardear com a agitprop sobre uma junta fascista e ilegítima que governa em Kiev. Em outros momentos, o lance é alimentar a guerra civil de baixa intensidade no leste ucraniano.
Com cara de pau, Putin e seu ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, pedem que os ucranianos sustem sua ofensiva contra os separatistas pró-russos, que foram acossados em Donetsk (Moscou, claro, insiste que os separatistas estão separados do governo russo e agem de forma autônoma). Imagine, na lógica de Putin, manter a ofensiva contra bandoleiros separatistas não ajuda a pacificar a Ucrânia. O presidente eleito Porashenko está correto ao comparar estes bandoleiros separatistas a piratas da Somália. Ele está consciente sobre o risco de “somalização” do seu país.
Por que Putin não faz o mesmo pedido de pacificação a seu afilhado o ditador Bashar Assad, empenhado em uma selvagem ofensiva contra rebeldes e civis na guerra civil síria? Os russos, aliás, não moderaram a sua brutal ofensiva contra os rebeldes na Chechênia. E, aliás de novo, autoridades ucranianas e separatistas confirmam que gente com passaporte da região da Chechênia, ou seja, veteranos russos de guerra, morreu nos combates no aeroporto de Donetsk na terça-feira.
As indicações são de que as tropas russas de fato recuaram de suas posições na fronteira ucraniana. E daí? Elas podem voltar. Tais sinais de recuo ajudam países ocidentais, especialmente a Europa, a recuar do plano de adotar mais sanções contra Moscou. Não se pode baixar a guarda e ficar desarmado nesta disputa ucraniana. O instável Putin está sempre armando alguma coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.