quinta-feira, 5 de junho de 2014

VIDA EM CUBA- O “drone” de Miguel

Yoani Sánchez
Ninguém sabe como entrou com ele, com tantas restrições alfandegárias e paranóia governamental, mas Miguel tem um drone. Pequenino, parecido com um brinquedo de crianças e com câmera incluída. Em seus momentos de ócio este havanero de quarenta anos se dedica a explorar os pátios próximos e os terraços dos vizinhos com seu novo entretenimento. De tão diminuto apenas se nota quando sobrevoa o bairro, enquanto transmite imagens e vídeos para uma tela na casa do seu orgulhoso proprietário.
Agora é uma travessura, porém se Miguel e seu divertimento forem descobertos, algum dia, na melhor hipótese aparecerá na televisão oficial como “agente da CIA”. Nunca se sabe. Um tio seu de setenta anos foi detido na Rua por carregar um gravador de fita que pertencia ao jornal oficial onde trabalhava. Passou longas horas numa delegacia de polícia até que o próprio diretor do jornal teve que interceder por ele. O tempo voou e agora os objetos “do medo” são outros, porém as represálias soem serem as mesmas.
De qualquer maneira, além do presumível castigo, Miguel já averiguou algumas coisas importantes. Viu a piscina escondida por trás do muro alto do coronel seu vizinho, a antena parabólica que um ex-ministro tem no terraço da sua residência e até a carne que transborda do prato do rottweiler de um pintor que vive na esquina. Também observou, com a visão noturna do seu artefato, o homem que a cada madrugada mergulha no latão de lixo e sai com seus “tesouros” debaixo do braço. O segurança que dedica tempo para abrir os recipientes do armazém para roubar, sem que fiquem marcas no selo de segurança. Numa madrugada até captou o presidente do CDR traficando álcool de um hospital muito próximo.
Miguel está olhando Cuba do ar, através dos olhos do seu drone, e o que está vendo é um país partido em pedaços que não encaixam.
Tradução por Humberto Sisley

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.