sábado, 15 de fevereiro de 2014

PIZZOLATO DERRUBOU ‘SEGURANÇA’ DO VOTO ELETRÔNICO

A prisão do meliante Henrique Pizzolato revelou a fragilidade do sistema eleitoral brasileiro, que se proclama “um dos mais seguros do mundo”. O Tribunal Regional Eleitoral do Rio expediu em 2008 título eleitoral para um morto, sem averiguar se ele existia. Pior, deixou que a partir de então uma mesma pessoa votasse duas vezes, mostrando que também a urna eletrônica é vulnerável a eleitores fantasmas.Se estivesse vivo, “Celso” Pizzolato teria ficado 30 anos sem Título de Eleitor, documento obrigatório a todo brasileiro, até “obtê-lo” em 2008.Faz tanto tempo que Celso Pizzolato faleceu que na época, o ano de 1978, nem sequer havia eleições diretas.

Diário do Poder

Renúncia e bico fechado

À espera do aliado no Brasil
Plano revelado
Advogado do senador boliviano Roger Molina, Fernando Tibúrcio divulgará uma nota oficial, hoje, com novas revelações a respeito de uma operação secreta do Itamaraty – não concretizada – para retirar seu cliente da embaixada brasileira de La Paz, num acordo envolvendo os governos do Brasil e da Bolívia.
O caso foi noticiado por O Estado de S.Paulo.
De acordo com Tibúrcio, entre as exigências acertadas para a saída de Molina de La Paz estavam o compromisso de renunciar ao asilo político que lhe foi concedido pelo Brasil e fechar o bico: “se abster de criticar o governo Evo Morales”, informa a nota.
Molina, se tudo desse certo, seria transportado para Nicarágua ou Venezuela. Tibúrcio classifica o plano como “lamentável”, “ideia insensata” e “proposta indecente”.
O advogado afirma ainda que a negociação teria começado no mesmo período em que os torcedores do Corinthians foram presos em Oruro, acusados de atirar um rojão que matou um adolescente boliviano, num jogo válido pela Libertadores da América do ano passado.
A conversa, de acordo com Tibúrcio, teria passado por uma possibilidade escabrosa. Diz a nota:
- Numa reunião em Cochabamba, o chanceler boliviano David Choquehuanca teria proposto ao seu congênere Antonio Patriota que o embaixador brasileiro Marcel Biato – muito crítico dos desmandos do governo Evo Morales – fosse afastado das tratativas para a libertação dos torcedores, condição com a qual o nosso chanceler assentiu. Ao que parece, Choquehuanca foi mais além e teria proposto trocar a liberdade dos corintianos pela de Roger Molina. Essa segunda e estapafúrdia proposta teria sido rechaçada por Patriota.
Tibúrcio reiterou ainda uma denúncia de que teria sido ameaçado pelo secretário-geral do Itamaraty, Eduardo dos Santos:
- Em meados de setembro do ano passado, que o meu cliente seria expulso do País caso fosse à Câmara dos Deputados a convite do deputado oposicionista Otávio Leite. Em resposta, expressei toda a minha indignação e deixei claro que não me curvaria a esse tipo de ameaça.
Por Lauro Jardim

Mais encrenca no Itaquerão: quem paga a milionária conta das estruturas provisórias para a Copa?

Toma que o filho é teu
Toma que o filho é teu
Em público, a Fifa anda só sorrisos, mas é grande a tensão em relação às estruturas provisórias para os estádios – ou seja, as máquinas de raio-x, cercas, geradores e estrutura de tecnologia de informação.
O Corinthians já avisou à Fifa que não gastará nem meio centavo para erguê-las no Itaquerão. Custam 40 milhões de reais. Quer que a Prefeitura de São Paulo arque com a despesa. O mesmo problema ocorre em Natal, Porto Alegre e Curitiba.
O caso de São Paulo preocupa mais, pois sediará o jogo de abertura. Como demoram 90 dias para que fiquem de pé, o imbróglio tem que ser resolvido logo.
Por Lauro Jardim

Seguidores

Arquivo do blog

LIBERDADE COMO NOSSO DOM MAIOR

Ser livre para ir e vir!Pela liberdade de expressão.Pela humanidade contra os pregadores da escuridão que assolam nosso mundo moderno.Democracia verdadeira sempre,não aquela de fachada que persegue quem não compartilha de suas idéias.